Coleta Seletiva

 

O Tempo de Degradação dos Materias

A relação de materiais e os seus respectivos tempos de degradação no meio ambiente nem sempre ocorrem conforme os tempos informados nas tabelas. Isso ocorre por uma razão muito óbvia: a degradação dos materiais ocorre em função de uma combinação de fatores, tais como: temperatura, teor de umidade, PH do meio, luminosidade, pressão atmosférica, disponibilidade de oxigênio, dentre outros. Portanto, devemos considerar sob que condições os materiais estão submetidos. Exemplo: O material encontra-se a céu aberto ou enterrado? Encontra-se numa região úmida e quente, como a floresta amazônica, ou numa região seca e quente durante o dia e fria durante a noite, como no deserto do Saara? Está jogado no rio (água doce) ou jogado no mar (água salgada)? Está no raso ou no fundo? Encontra-se depositado numa região de águas mais quentes (como no Nordeste Brasileiro) ou em regiões de águas mais geladas (como na Antártida)? O lixo está em nível do mar ou está em nível dos Alpes Suíços? Tome como exemplo o papel: pegue várias amostras desse material, com o mesmo tamanho e peso, e coloque em diferentes pontos do planeta. Considerando que as condições do meio são diferentes, o tempo de degradação será igual? A atuação dos microorganismos sobre o papel será a mesma nos diferentes locais? Diante de tantas variáveis, seria correto estabelecer tempo de degradação dos materiais, como descrito nas tabelas? Estas tabelas estabelecem narrativas generalizadas, comparativas, que sem estes prévios comentários, não são aplicáveis à realidade. Agora tenho certeza de que você mesmo têm condições de responder: Quanto tempo leva para o papel degradar?

Referência:
MAGALHÂES, Marcos Alves de. Tempo de degradação de materiais descartados no meio ambiente. Jornal do Centro Mineiro para Conservação da Natureza (CMCN). Viçosa–MG, ano 08, n.37, jan/fev/mar 2001.

Material

Tempo de Degradação

Aço

Mais de 100 anos

Alumínio

200 a 500 anos

Cerâmica

Indeterminado

Chicletes

5 anos

Cordas de nylon

30 anos

Embalagens Longa Vida

Até 100 anos (alumínio)

Embalagens PET

Mais de 100 anos

Esponjas

Indeterminado

Filtros de cigarros

5 anos

Isopor

Indeterminado

Louças

Indeterminado

Luvas de borracha

Indeterminado

Metais (componentes de equipamentos)

Cerca de 450 anos

Papel e papelão

Cerca de 6 meses

Plásticos (embalagens, equipamentos)

Até 450 anos

Pneus

Indeterminado

Sacos e sacolas plásticas

Mais de 100 anos

Vidros

indeterminado